De volta à Itália, por Gustavo Menezes

De volta à Itália, por Gustavo Menezes

Por Gustavo Menezes

Gostamos tanto da viagem de 2014 que voltamos em 2015, no mesmo mês de agosto. Novamente pela Companhia Alitalia, a mesma de Francisco, nosso Papa, as quase 12 horas para a chegada triunfal no aeroporto de Fiumicino (FCO), num belo amanhecer.

O avião decolou por volta de duas e meia da tarde do Galeão, único do dia para a cidade eterna. Decolagem tranquila do Air Bus A330, e lá fomos nós, eu e minha esposa, acomodados na classe econômica. Após uma hora nossos simpáticos comissários começaram a preparação para nos servir e ao mesmo tempo coordenarem e orientarem os passageiros para uma viagem tranquila. Acho tudo maravilhoso, o vino rosso, a pasta servida quentinha, a tela de LCD à frente dizendo que faltam “11 ore per raggiungere a Roma”, apenas onze horas para chegar. Tudo que me faz pensar que já estou lá, e a partir daí não quero mais ler nada em português, sem legendas, sem dublagens. Para mim isso faz parte do processo de imersão para compreender outras culturas.

Tudo tranquilo até o piloto decidir que é hora do avião encarar a longa travessia do atlântico por intermináveis seis horas, essa é a pior parte pra mim, sempre difícil de assimilar. A passagem por Dakar nos tranquiliza, existe terra firma abaixo, nem que seja só a areia do deserto. A partir daí a longa travessia do deserto, ainda noite. Passamos pela Argélia e pela janelinha enxergamos lá embaixo sua capital iluminada, sinal de civilização. Enfim o mediterrâneo e começa a amanhecer, surge o laranja no horizonte, e já se vê a separação céu mar.

O computador mostra que estamos passando por cima da Sardenha (Sardegna), segunda maior ilha do mediterrâneo, que beleza, já é Itália, falta pouco para o pouso. Mais um pouco de mar, céu clareando cada vez mais, próximo das sete da manhã e já vemos a península chegando, uma vista indescritível. Roma é logo ali, com os Apeninos ao fundo, importante cadeia de montanhas que estende-se de norte a sul da Itália. O amanhecer no mediterrâneo é uma cena de filme, no mínimo merece uma indicação ao Oscar dos amanheceres.

Cada vez mais perto e consegue-se ver a praia de Lido de Ostia, próxima à Fiumicino. Entramos no continente, e já aciono a câmera no menu de nosso LCD para ver por baixo do avião, coisa de avião moderno. A dúvida é se olhamos para janela ou para câmera do avião e ver o asfalto da pista se aproximando. Olha-se para os lados e a expectativa de todos é a mesma, pousar e sair do avião.

Avião em solo, saímos felizes rumo ao monotrilho que nos levou ao terminal para fazermos a imigração e buscarmos nossas malas. Ao sair no desembarque já sabíamos o caminho para pegar o Leonardo Express, trem que leva de Fiumicino a Termini no centro de Roma. Percurso de 35 km feito em 30 minutos com segurança, já que o mesmo não para em nenhuma estação antes de chegar a Termini, o que o próprio nome diz, Express. Para nós foi a melhor opção, 14 euros cada bilhete.

Chegando a Termini, à primeira vista o caos, aquela aparente desorganização. O viajante que vai pela primeira vez pode se assustar, achar que ali não é o lugar dos sonhos cultivados por meses, nos planos de viagem. Mas é assim mesmo, uma estrutura antiga constantemente adaptada para receber o novo, está tudo lá: os painéis de led enormes, com milhares de passageiros olhando para o alto procurando seus destinos, trens, binarios, prováveis ritardos, os modernos trens bala Freccia Rossa da Trenitalia, os maravilhosos trens da Italo que chegam a 300 quilômetros por hora, a ferrari deles, os regionais, os batedores de carteira, cuidados con los carteristas, diz em espanhol a voz simpática das máquinas de autoatendimento de venda de bilhetes, a realidade aceita sem qualquer vergonha, as muitas lojas, lanches para todos os gostos, afinal se come muito bem naquele país. Enfim, é a Itália.

Chegamos ao Hotel na Via Torino, hora de largar as malas e nos lançar na Via Nazionale rumo à Fontana de Trevi pra começar. Mas ficamos por aqui. O melhor está por vir e contamos nos próximos posts, Roma, Firenze, Milano, Pisa.

DICAS DE VIAGEM:

Para maiores informações sobre o transporte do Aeroporto de Fiumicino a Roma Termini utilizando o trem Leonardo Express, acessar a página oficial.
Para mapas do metrô e trens metropolitanos de Roma.
tipos de bilhetes de metrô e trens.
gus1

Castelllo Sforzesco, Milano

gus2

Coliseum

gus3

Pisa

gus5

Pietà Rondanini, Michelangelo, Milano.

gus4

Ponte Vecchio, Firenze

duomo-di-milano
duomo-di-milano

 

 

gus2